Carta Celeste

Muitas das leis da Natureza são tão simples que a maioria das criaturas não lhes dão a menor atenção. - Henrique José de Souza

Artigo de Cor:  Amarelo e Vermelho Amarelo e Vermelho
Tópico: Poesiando - Subtópico: Poesias de José Damasceno Sobral

Emancipando-se da perplexidade da matéria

Publicado em 04/10/2011 22:34 e Atualizado em: 04/10/2011 22:35

Mais cedo ou mais tarde

no íntimo dos povos que se esclareceram despercebidamente ao contato da vida cotidiana

brotará o desejo de algo profundo, infinito e eterno.

O superficial carecerá de sentido

e as ciências exatas os impelirão para os domínios da metafísica,

experimentando a volúpia do inexplicável

que com o decorrer dos tempos será explicado

e natural até.

Enfim se definirá o mundo da razão e do equilíbrio

emancipado da perplexidade da matéria.

 

(José Damasceno Sobral)

 

 

Imprimir Enviar por E-mail


Deixe seu Comentário


135982


Comentários

Não há nenhum comentário

Seja livre: use Linux! E não deixe de instalar o navegador FIREFOX, um excelente meio de se ter uma nova experiência em suas "viagens web"!!!

Este site é melhor visualizado com resolução: 1024 x 768px ou superior e para perfeita exibição visual em: 1280 x 1024px. Experimente um atalho: ctrl++ para dar um zoom no site todo ou um ctrl +- para o inverso.