Carta Celeste

DEUS é a energia cósmica universal, que habita dentro de você e de tudo o que existe nos universos infinitos, dando-lhes vida e força. Confie nessa força inesgotável que está dentro de você. Mantenha sua mente ligada a ela. Sorria diante das dificuldades e confie Naquele que fortalece e vivifica. - Henrique José de Souza

Artigo de Cor:  Azul Azul
Tópico: Eubiose - Voz do Universo ecoando - Subtópico: Raízes filosóficas - Contextualizando

Pertencemos à linhagem do amor

Publicado em 11/09/2011 14:26 e Atualizado em: 12/09/2011 12:07

Para Humberto Maturana, hoje um dos maiores expoentes do mundo científico em questões essenciais do ser humano, como a linguagem, as emoções, a psiquê, a autoconsciência etc, o humano só é humano por ser uma linhagem de primatas que se diferenciou não por causa da inteligência, que veio depois, mas do amor, que lhe antecedeu.

"Creio que o humano se constitui na história dos primatas bípedes à qual pertencemos, com a origem da linguagem. E a linguagem se origina em uma certa intimidade do viver cotidiano, no qual esses nossos antepassados conviviam compartilhando alimentos, na sensualidade, em grupos pequenos, na participação dos machos na criação das crianças, no cuidado com suas crias, nas coordenações de ação que isso implica. E ali surge a linguagem como um domínio de coordenações de coordenações consensuais de conduta. Mas é o fundamento básico do emocionar-se do mamífero e do primata que torna essa convivência possível. A emoção que torna possível essa convivência é o amor, o domínio de ações que constituem o outro como legítimo outro na convivência, segundo o que eu digo.

Nessa história evolutiva, isso de estar na linguagem, nessa intimidade da convivência, entrelaçado com o emocionar-se que tem o amor como emoção fundamental, tudo isso se torna parte do viver que se conserva e que constitui a linhagem à qual pertencemos. Essa é uma história de vários milhões de anos. E tem que ser assim porque as transformações fisiológicas, neurofisiológicas e anatômicas que ocorreram no sistema nervoso, no organismo, não podem ter ocorrido em 10, 20 ou 50 mil anos. Isso requer muito mais tempo.


Mas ao mesmo tempo que ocorreu essa transformação no modo de viver que era conservado, o humano se constitui. O linguajar e o emocionar juntos, ou seja, o conversar, passam a constituir o modo de viver. As características desse modo de viver nos processos de desenvolvimento se tornaram, então, parte do modo mesmo de ser, da ontogenia humana. Então, nós somos animais dependentes de um viver no qual essas condições se dêem -- tanto do ponto de vista das relações como do ponto de vista da fisiologia. Nós temos uma fisiologia dependente do amor. E isso se nota em como se altera a fisiologia quando se interfere com o amor. Nota-se que as patologias que surgem nas interferências com o amor, que são as neuroses, as alterações psicomotoras, os distúrbios da convivência, corrigem-se com o restabelecimento do amor como um domínio de ações que constituem o outro como legítimo outro na convivência."
(Humberto Maturana, A Ontologia da Realidade)

Imprimir Enviar por E-mail


Deixe seu Comentário


141322


Comentários

Nome: Rute

Comentado em: 05/10/2012 23:51

Concordo plenamente quando vc fala que se corrige as perturbações psicológicas com o restabelecimento do amor...ou seja, todo e qualquer disturbio será bem resolvido através do amor...Lindo.. emocionante...Obrigada

 

Seja livre: use Linux! E não deixe de instalar o navegador FIREFOX, um excelente meio de se ter uma nova experiência em suas "viagens web"!!!

Este site é melhor visualizado com resolução: 1024 x 768px ou superior e para perfeita exibição visual em: 1280 x 1024px. Experimente um atalho: ctrl++ para dar um zoom no site todo ou um ctrl +- para o inverso.